Sobre testes em animais.

A única finalidade para a realização de testes de laboratório em animais que poderia ser justificável seria a de elaborar remédios que salvariam mais vidas e evitariam mais sofrimento do que o submetido às cobaias – isso se aceitássemos que os fins justificam os meios*. Mas nem mesmo esse objetivo com os testes em animais é moralmente sustentável. Muito mais vidas seriam salvas e sofrimento evitado se investíssemos na prevenção de doenças e não na cura: a espécie humana se alimenta de produtos industrializados que intoxicam o corpo, polui o ar que respira, joga seu esterco e seu lixo na água que vai beber mais tarde, deforma e incapacita o seu corpo com uma vida sedentária. Se o ser humano não faz o mínimo de prevenção para garantir a sua própria saúde por que animais de outras espécies teriam de ser torturados e sacrificados em nome dela?

 
* – os fins não podem justificar os meios pois muitas vezes jamais chegamos ao fim e quando chegamos vimos que não era aquilo que queríamos. O importante na nossa vida é o agora, o momento presente, a jornada – passado e futuro são ilusões.