A cidade que eu quero ajudar a construir.

Bons exemplos tirados da Holanda, Dinamarca e Colômbia (para não dizerem que é coisa de “primeiro mundo”). Cidades para seres humanos e não para carros.

“Nossos” políticos poderiam aproveitar esses exemplos.

Anúncios

8 Comentários on “A cidade que eu quero ajudar a construir.”

  1. maickcosta disse:

    Será que os nossos políticos vão se inspirar nesses exemplos??? Será que algum dia poderemos ver nossas cidades funcionando de forma semelhante a esses exemplos?? A esperança é a última que morre né? e o brasileiro não desiste nunca!

  2. Marcelo disse:

    A realidade da Colômbia e do Brasil não são muito diferentes. Precisamos é fazer pressão.

  3. Henrique disse:

    Opa, tudo jóia? Acompanho esse blog via feeds e gostaria de manter contato! Meu e-mail é henrique@vedana.it, e me defino como skeptical idealist – como posso ver pelos livros e filmes recomendados, temos algo em comum 🙂

    Sobre bikes, putz eu só um apaixonado pela liberdade e pelas bicicletas. Morei por um ano em Amsterdam e vivo há 2 anos na Dinamarca, portanto “vivo” nessa realidade no meu dia-a-dia, sempre de bike. Não tem volta, não tem preço! (eu costumava pedalar em SP tbém…)

    Abraço
    Henrique

  4. diego disse:

    é mesmo! gostaria de andar mais de bicicleta, mas meus horários tornam a coisa um pouco perigosa. de qualquer forma, não tenho carro, uso transporte coletivo.

    vi que estás compartilando o link pro torrent do “what jesus would buy?”
    gostaria de postá-lo em um forum de discuçoes sobre cinema, mas preciso da legenda em português. gostaria de te perguntar se tu tens a legenda pra esse filme/arquivo. ou quem sabe em inglês, pra que eu possa traduzir e gerar uma legenda em português. ficaria muito grato se pudesse me enviar, caso tenha. meu email é zombiesaredudes no gmail ponto com.

    obrigado desde já!
    abraço!

  5. Sérgio disse:

    Aqui em Porto Alegre os carros e motos tem prioridade total porque os pedestres e ciclistas tem medo. Como a lei não é posta em prática e as pessoas não são civilizadas o suficiente, predomina a lei da selva.

  6. Muito legal este vídeo. É verdadeiramente uma inspiração. Vejo que na minha cidade, a implantação desta modal seria um pouco complicada, pois Belo Horizonte é repleta de morros, mas existem regiões que seguramente podem se transformar nestes tipos de oásis urbanos.

    Já podemos ver por aqui, algumas pessoas que utilizam diariamente a bicicleta como meio de transporte, mas ainda a infra estrutura e a cultura no trânsito colocam o ciclista em uma situação muito delicada. Não é raro saber de atropelamentos e acidentes entre carros e bicicletas.

  7. Marques disse:

    O que estas 3 cidades tem em comum? São redutos de drogas e drogados. Coincidência? Acho que não. É este o mundo que você quer? Drogas e Pornografia?

  8. Marcelo disse:

    Marques,

    Teu comentário é infundado, simplista e preconceituso sob vários ângulos. Mas vou responder apenas sob dois aspectos que acho relevantes para o tema do post.

    Primeiro, não há nenhuma ligação entre o uso de bicicleta e a utilização de drogas. Pelo contrário, se não me engano pessoas que praticam exercício físico regularmente têm menos tendência a utilizar narcóticos.

    Segundo, é possível copiar os bons exemplos de uma cidade sem copiar os maus exemplos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s