O que a religião pode fazer por você!

Sem dúvida organizações religiosas realizam alguns trabalhos importantes com comunidades carentes. Mas no balanço geral como fica o saldo? Afinal, até o Hamas realiza serviço social. Devemos respeitá-los por isso? E se por um lado, o Islamismo traz a subjugação da mulher, homens-bomba, jihads, etc, mesmo as religiões mais moderadas, como atualmente ojesuscamppic.jpg Catolicismo, trazem revezes para o progresso e mesmo para o bem-estar da civilização com suas campanhas contra métodos anti-concepcionais, contra a legalização dos abortos, das pesquisas com células-tronco, contra homossexuais, etc.

Muitas pessoas falam que é preciso respeitar e tolerar as religiões. Não haveria tanto problema se as religiões tolerassem e respeitassem as opiniões dos outros. Mas não é assim que funciona. Fazendo lobby contra a legalização do aborto, por exemplo, os cristãos tiram o direito das pessoas que não seguem a sua fé de optarem por fazer o aborto.

O que mais me assusta, e perpetua a crença em idéias ultrapassadas e absurdas, é a doutrinação de crianças. Se um muçulmano não fosse ensinado desde criancinha que se ele morrer por Alá ele irá para o céu sua crença seria tão forte? A infância é a idade em que estamos mais suscetíveis à novas informações e absorvemos quase tudo que nos dizem sem grandes questionamentos. Principalmente o que nossos pais nos dizem, nós tomamos como verdade. Será que é ético enfiarmos goela abaixo de crianças nossas crenças religiosas pessoais? Ou será que é melhor deixar elas crescer e então tomar sua própria decisão? Doutrinar crianças, assustá-las com imagens do inferno e da danação, forçá-las a acreditar em livros escritos por sabe-se-lá-quem a mais de mil anos atrás deveria ser considerado abuso de menores, assim como agredir fisicamente ou sexualmente uma criança.

Vou sugerir um roteiro de filmes para quem se interessa sobre o tema. Primeiro um documentário bem neutro, chamado Jesus Camp (nesse site dá pra baixar o filme e neste a legenda), que inclusive foi indicado ao Oscar de melhor documentário (não que isso signifique algo). O filme mostra a doutrinação de crianças por pastores e pais evangélicos que apesar das possíveis boas intenções é, no mínimo, perturbadora. Chegando ao ponto de uma das pastoras, Becky Fischer, utilizar a doutrinação de crianças soldado na Palestina como exemplo a ser seguido. Bom assistam o filme e tirem suas próprias conclusões.

Depois recomendo que assistam A Raiz de Todo o Mal?, documentário apresentado por Richard Dawkins, onde ele questiona a fé e as religiões e contrasta com o raciocínio científico, baseado em evidências. Se gostarem recomendo que assistam Inimigos da Razão. E se ainda quiserem mais (e tiverem inglês fluente, pois este não tem legenda) que tal um debate numa mesa redonda sem moderação entre Daniel Dennet, Sam Harris, Christopher Hitchens e, mais uma vez, Richard Dawkins, que você pode baixar legalmente pelo site do Dawkins: Parte 1 e Parte 2.

Deixo vocês com um trecho de Jesus Camp (reparem que a água benta, é Nestlé):

Anúncios

19 Comentários on “O que a religião pode fazer por você!”

  1. Zé Bozó disse:

    Muito bom o seu post, você tem as duas partes da legenda de Inimigos da Razão? Só encontrei a primeira.

  2. Marcelo disse:

    Parece que ainda não tem. Logo, logo deve aparecer.

  3. Marcelo disse:

    O pastor Ted Haggard, que aparece tanto em A Raiz de Todo o Mal? como em Jesus Camp admitiu ter comprado metadona de um homossexual. Ele afirmou não ter tido relações com o cara, nem utilizado a metadona (disse que jogou fora logo após ter comprado). Assistam o vídeo no Youtube:

  4. Melissa disse:

    Caraca, chorei tb… de pena dessas crianças!!!!!

  5. Jean disse:

    Muito bom post. Acredito em Deus, mas não na religião católica como está e esteve até hoje.
    Não recrimino uma religião em si, mas todas. Em todas vocês vêem o uso e abuso das crianças.
    O triste é que nosso políticos também o fazem…

  6. Vica disse:

    Eu já tinha visto uns pedaços de Jesus Camp, é filme de terror, eu nem quero ver inteiro.

  7. Cão infiel disse:

    Todo muçulmano é terrorista blablabla. Quanto preconceito pra pessoas que se consideram esclarecidas.

  8. Marcelo disse:

    Ninguém falou que todo muçulmano é terrorista ou que todo cristão abusa de crianças, longe disso.

    Leia melhor o texto e não seja você preconceituoso.

    É fato que as igreja católica e evangélica fazem lobby para tirar alguns direitos dos cidadãos que não acreditam em seus princípios, como direito ao aborto e pesquisas com células-tronco.

    É fato que a igreja induz as pessoas a aceitar sem questionar. As religiões consideram que ter “fé-cega” e aceitar o que as autoridades lhe dizem sem se esclarecer é uma virtude. E isso é uma mutilação do ser humano.

    • hyago neves disse:

      sabe eu sou contra o aborto, sabe n se deve matar msm se tiver em risco. viva e deixe viver.religião pra mim significa liberdade de pensamento e expressão sou católico n sou fanatico nem mais o inteligente mais pense??td na nossa vida tem um sentido nada é em vão.pra tranzar tenque ter amor e pense no sentido do amor que é a vida..jesus deu a vida por mim eu apreendi td que sei na igreja ninguem me forçou nada.vc tem seus pensamentos n vamos deixar que religião nenhuma proiba que alguem o force fazer isso.ou aquilo.sabe n sei td de religião apreedi muito hj.escrevendo..que deus me ensine mais e mais

      • Marcelo disse:

        Caro Hyago,
        Tudo bem você ser contra o aborto e achar que um punhado de células vale a pena o risco de morrer ou mesmo de estragar a sua vida.
        Mas uma coisa bem diferente é você querer impor o seu ponto de vista sobre os outros. Quem tem que achar se vale a pena ou não levar uma gravidez adiante é acima de tudo a mulher que carrega o embrião e o seu parceiro.

  9. cão infiel! não fiel! disse:

    E tu tens fé cega no Richard Dawkins, heheheheh.
    Não venhamos com eufemismos. A idéia generalizada entre uma galera bem pensante nesse início de milênio é que todas as religiões são intrinsecamente ruins, e que pessoas religiosas certamente tem sérios problemas, ou são burras, ou idiotas. Eu não sou religioso, não sigo nenhum credo, sou CÉTICO no sentido clássico da palavra, mas confesso que hoje em dia me revolto tanto com os ateus fundamentalistas positivistas quanto me revoltava com minha professora de catecismo. É que simplesmente vejo tanto dogma nesses posts e comentários quanto via no Evangelho Segundo Lucas comentado pela Madre Gertrudes. Ora bolas, as piores ditaduras do século XX foram atéias, e o colonialismo europeu do século XIX foi de base científico-positivista. A civilização ocidental foi majoritariamente secular nos últimos 100 anos, e mesmo assim praticamente destruiu o mundo. A Igreja católica não teve poder político de fato desde a metade do século 19, e o Islã político,que é uma vertente minoritária e anatematizada,só surgiu na década de 1970. O judaísmo político por sua vez só ganhou força em 1967 com a ocupação da Cisjordânia. Mas pelo que se lê aqui as religiões são o bicho papão da civilização. Ha! Lá na URSS na década de 50, quando o ateíssimo Stalin estava mandando padres, rabinos e mulás pros gulags, me parece que bicho papão era o ateísmo. E agora?

    Eu sou agnóstico, mas francamente eu vejo por aqui tanto preconceito quando eu vejo no site da Universal. Satanistas querem dominar o mundo! Lá vem eles de novo com mensagens subliminares pra instilar Satã no nosso coração! Troque Satã por Jesus, e satanistas por cristãos ou muçulmanos, e teremos o que? Teremos “o delírio de Dawkins”. http://recantodasletras.uol.com.br/resenhasdelivros/690561

  10. cão infiel! não fiel! disse:

    Qual “fé” está por trás da ditadura do Fidel Castro, do fascismo do Chavez, do terrorismo das Farc, do exército chinês matando tibetanos no meio da rua, do exército birmanês esgoelando monges budistas? Todas essas “fés” são a-religiosas, e tiveram na extirpação da religião um de seus temas mais recorrentes.
    E não sei exatamente onde está o meu “preconceito”. Se a minha idéia é exatamente que cada um acredita no que bem entender! Ora,é óbvio que os católicos e evangélicos fazem lobby pra favorecer as posições deles, assim como tu fazes lobby pra favorecer as tuas. E tu não te importas se as outras pessoas comparilham a tua “fé” (que é grande!). E daí que algumas pessoas sejam contra o aborto generalizado? Eu sou, e não sou religioso. Por que deveria NÃO defender o que eu penso? Tu tens esse site exatamente pra defender o que TU pensas! E teu post foi bem claro, pra mim ficou lucidamente transparente que religiões em geral não devem ser toleradas. Agora quem é o intolerante? Eu, que simplesmente peço mais TOLERÂNCIA, ou tu,que pedes MENOS? Digo isso com todo respeito claro, me desculpe o linguajar xucro, cada um com suas idéias, não confunda meu bagualismo com brabeza.

  11. Marcelo disse:

    Nunca disse e nunca vou dizer que todas as pessoas religiosas “tem sérios problemas, ou são burras, ou idiotas”. Tem muita gente que é religiosa e é extremamente inteligente.

    Só que a fé deles não é algo racional, na maioria dos casos, é algo que passa de pai para filho sem o menor questionamento. Esse é o principal problema das religiões organizadas inibir o pensamento livre. O fiel tem que aceitar o que o Papa, o pastor, ou seja qual for os seu líder religioso, disser, sem questionar.

    E é esse tipo de pensamento, incucado nas crianças desde pequenas, que leva os católicos a lutarem contra o homossexualismo e os muçulmanos a se explodirem contra o inimigo. A única diferença é que uns tem a “sorte” de serem doutrinados por uma religião mais pacífica que outros.

    Eu prego a intolerância? Eu prego intolerância ao pensamento intolerante. Me cita uma religião organizada que aceite o homossexualismo. A Igreja exclui e condena os homossexuais. A Igreja impede o não crente de exercer sua liberdade quando luta contra a eutanásia, o aborto, as pesquisas com célula-tronco, contra os preservativos, contra o casamento homossexual, intervindo no currículo de escolas, etc. Eles não tem ao menos o direito de fazer esse tipo de pressão em estados laicos e seculares.

    Eu não peço o fim dos católicos, dos muçulmanos, dos judeus, dos hindus. Eu defendo que eles respeitem os que não acreditam em seus princípios e a proibição da doutrinação de crianças, para que as crianças tenham a LIBERDADE, de escolherem quando maiores de idade o que querem acreditar ou não.

  12. Marcelo disse:

    Se por um lado Stalin, Fidel e cia. são ateus, por outro lado, Hitler era religioso, assim como os regimes do Irã e da Arábia Saudita. Não é o ateísmo ou a religião que vai impedir um maníaco de cometer atrocidades.

    A grande diferença é que não há como convencer um religioso que ele está errado se ele realmente tem uma fé inabalável de que aquilo é a vontade de deus, porque assim ele foi ensinado desde que nasceu.

    Como vais convencer o pessoal do Hamas a uma trégua se a missão dada a eles por deus é eliminar o estado de Israel? Como vais convencer um pai católico a aceitar seu filho homossexual ou a sua própria homossexualidade, se ele tem uma fé inabalável que ser homossexual é ser um pecador e estar condenado ao inferno?

    Não existe algo como ter “fé” em Richard Dawkins, porque tudo que ele pede é que analisemos as evidências e tiremos nossas próprias conclusões.

    Eu mesmo não concordo com tudo que ele diz. Por exemplo, ele clama ser anti-especista e diz que não vê nada de errado em se consumir animais que foram abatidos “humanitariamente”.

  13. Marcelo disse:

    Já que colocaste o link para a resenha do livro do Alister McGrath, eu recomendo essa entrevista do Alister McGrath pelo Richard Dawkins, sem cortes:
    http://www.mininova.org/tor/740540

  14. Ñ li os links nem vi os filmes e tals.

    Mas vim pq sou Auxiliar d berçãrio da prefeitura d Vitória – E.S.

    Trabalho em um CMEI (Centro Municipal d Educação Infantil) e lah eu vejo coisas das quais discordo. Aos poucos estou expondo os meus pontos d vista, mas eh mt complicado… Sabe essa coisa “chegou agora e jah tah dando pitaco”? Pois eh…

    Então, o caso eh q uma coloca musiquinha religiosa p/ tocar o tempo td na sala, a outra canta uma “Deus eh amo-ôr… Tralah lah lah lah lah lah…”… O Estado eh laico ou ñ eh? Ñ, neh?! E o ensino religioso foi banido das escolas ou ñ foi? Ñ, neh?!

    Olha, ateísmo eh p/ “quem pode”. Eu ñ tenho esta opção. Minha feh eh noerme. Jah tentei ser atéia, mas ñ dah. huahauhuah

    Sim, mas acho definitivamente q religião deve ser discutida e ñ ensinada nas escolas. Msm religiosidade.

    Outra coisa terrível: as crianças estão mt agitadas, “taca” Xuxa Soh p/ Baixinhos nelas!!!

    Cara, eu tenho o terceiro grau incompleto (ñ pretendo nem tão cedo completá-lo; nem sei se um dia o farei…), ñ tenho experiência nenhuma em educação, ainda menos infantil, mas afirmo categoricamente q eu estou certa -em achar errado as tais musiquinhas e Xuxa como calmante (quiçah outro tipo d doutrina -mais maléfico)- e os “educadores”, errados.

    (Qd eu canto Edith Piaf p/ elas, elas ficam quietiiinhaaas escutando… Eh mt fofo! E eu exercito meu francês, q comecei a estudar.)

    Eh mta preguiça, sabe. Eu acho q a preguiça eh o mal do mundo. Tô inferindo isso, quase.

    Minha irmã eh dentista e ficava pasma! em ver o qt o povo eh ignorante no q diz respeito aos malefícios da chupeta e mais ainda em vr q suas colegas q se tornavam mães ignoravam o q sabiam e enfiavam uma chupeta na boca d seus filhos, aff.

    Eu no CMEI vi q se a preguiça (e a afobação) eh deixada d lado, td flui melhor. Msm c/ a Xuxa infernizando minha vida, eu pego um livro e sento. Eh óbvio q uns e outros vêm!!! Mas a maioria eh doutrinada em casa, o estrago tah feito. Viciados, os bichinhos são. C/ menos d dois anos d idade. Isso eh q eh pecado!

    Am… Falei da chupeta pq tb outro dia falei c/ uma minha amiga q achava terrível isso d colocar as crianças p/ verem Xuxa. Daih ela disse: “Eh pq vc ñ eh mãe.” Eu ñ tinha argumentos ateh então, p/ refutála. Mas agora eu ñ sou mãe, mas convivo diariamente c/ um monte d crianças e sou co-responsável por elas.

    E continuo contra a chupeta e contra a “seita” da Xuxa!!!!!!!!!!!!!!

    Bom senso, caro Marcelo, dizem q eh relativo. Eu sou meio ditadora… Eu tenho certeza d q tenho bom senso.

    Abraço

  15. cholly disse:

    Bacana o site do cético. Já leu The God Delusion do Dawkins, e God Is Not Great, do Hitchens? Vale a pena, e vc pode encontrar ai pela Internet. Abraço.

  16. Marcelo disse:

    Estou lendo Deus, Um Delírio do Dawkins. Quando terminar a leitura posto aqui.

  17. Nathália disse:

    Olá! Gostei muito do seu blog, particularmente desse post, pois concordo que religião não é algo que deve ser ensinado para crianças, e sim devemos deixá-las fazerem suas escolhas quando tiverem madureas o suficiente pra isso.
    Trabalho com uma pessoa, que vive falando sobre como sua filha está gostando das aulas de religião, que acha o máximo ir na missa todo domingo, e esses dias ela disse que sua filha é muitoo religiosa(com um orgulho!).. ah a filha dela tem só 8 anos… essa mãe é uma pessoa muito inteligente, gosta de ler, bem informada, mas não entendo porque querer ensinar sua filha a seguir os passos de uma religião tão preconceituosa, sendo que ela mesmo não é…
    depois de ouvir muito sobre como é ótimo sua filha estar fazendo catequese.. só fiz uma pergunta: Será que crianças tem alguma noção de religião?? Pois é, ela não respondeu, e pelo jeito não gostou muito da pergunta..

    até acho q dá pra tirar alguma coisa boa de certas religiões, mas eu particularmente não sigo nenhuma e nem acredito em um deus todo poderoso…

    Vou ver se assisto algum desses filmes..parecem interessantes..

    Ah, a PUCRS(faculdade aqui de porto alegre) resolveu fazer uma palestra sobre “O ateísmo científico e os desafios da fé” quase que fui, por curiosidade, pra saber o que eles falariam sobre o ateísmo… mas sorte que não fui e resolvi assistir a palestra depois pelo site…
    nem preciso dizer o quanto de babaquices eles falaram neh (faculdade católica …) , mas vale a pena assistir pra ver o quanto a imagem dos ateus é distorcida diante certas pessoas: http://www.pucrs.br/feecultura/vid-maio2008.php

    Abraços


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s