Muito barulho por nada.

renancalheiros.jpgimage09.jpg

O jogo do Grêmio de Porto Alegre contra o Boca Juniors nesta quarta-feira pela Copa Libertadores da América me deixou mais cético ainda quanto a possíveis mudanças para melhor no Brasil. Escândalos após escândalos são expostos na mídia e ninguém faz nada. O presidente do Senado, Renan Calheiros, acusado de corrupção, e provavelmente culpado, vai se safar porque o povo não se mobiliza para exigir uma punição. Nesta semana a Assembléia Legislativa do RS também está votando aumento para os deputados estaduais para R$12 mil e alguém se manifesta?

Pessoas viajaram centenas de quilômetros, faltaram o trabalho para ver um jogo de futebol. Alguns ainda ficaram acordados a noite inteira soltando fogos e rojões na frente do hotel onde o time argentino estava hospedado para não deixá-los dormir (assim como toda a vizinhança), certamente porque tinham certeza que o seu time não conseguiria ganhar honestamente de um time descansado. E depois que o jogo termina voltam para sua vida infeliz para pagar impostos que vão ser roubados por políticos pilantras e aproveitadores (que estimo em torno de 95% do total).

Agora se é para andar 400 metros para protestar contra um político ladrão todo mundo tá muito ocupado com o trabalho, não tem tempo ou estão cansados. Não importa se essa pessoa tá enriquecendo ilegalmente às nossas custas, ninguém é capaz de mandar um e-mail para um congressista. Se 10% das pessoas que lotaram o Estádio Olímpico ontem à noite, tomassem alguma providência como telefonar para o deputado ou senador em que votaram para reclamar, talvez tivéssemos alguma esperança de mudança. Mas estou começando a achar que as pessoas merecem ser roubadas, afinal, têm que ter muito dinheiro sobrando para ser roubado e não reclamar.

E tem gente que ainda acha que a solução é deixar de pagar impostos, garantindo ainda mais a falência dos hospitais, escolas e segurança pública, o que só garantiria uma probabilidade maior de serem vítimas de crimes violentos. Pensando melhor, nada é mais violento que o crime de colarinho branco, que mata pessoas de fome, mata pessoas que não têm acesso à saúde e mata pessoas porque não há polícia para lhes proteger.

É isso mesmo, vamos continuar usando toda a energia e raiva que nos resta para xingar o juiz, o time adversário, vamos meter a mão na buzina e deixar surdo o pedestre que não tem nada a ver com história. E vamos deixar todos os políticos assassinos se safarem, rindo da nossa cara.

Mas só posso ser eu quem está errado. Sou eu que nunca vou entender essa paixão louca por futebol, que é mais importante que a educação pública, que a saúde pública, que a nossa segurança pessoal e que o futuro de nossos filhos.

Anúncios

2 Comentários on “Muito barulho por nada.”

  1. Vica disse:

    Eu também não entendo isso, o que move tanta gente em prol de algo comum que não faz o mínimo sentido, nem tem muita relevância…

  2. Vanessa disse:

    Parabéns!!!!! Parabéns MESMO, é exatamente isso que acontece no “país do futebol”.

    O blog é excelente, direto, verdadeiro. Já está nos favoritos, e já foi divulgado aos amigos. Merece!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s