A Crise (de consciência) Aérea na Mídia

Realmente é um transtorno para quem “tem” que viajar, essa crise do transporte aéreo. Mas é no mínimo parcial a atenção desproporcional que a mídia vem dando ao assunto, onde o tema praticamente tem monopolizado as manchetes. E os políticos não ficam atrás: tem gente batalhando muito para instalar a CPI do Apagão Aéreo. Entretanto uma pane na aviação só afeta significativamente uma pequena parcela da população brasileira: aqueles que têm dinheiro para ficar viajando de avião de lá pra cá. Pois quem pertence às classes mais baixas (D e E) nunca viaja de avião. E a maior parte das classes B e C viaja de avião pouquíssimas vezes por ano, principalmente nas férias.

Quem viaja muito de avião é a Classe A e uma parcela da B, menos de 10% da população, ou seja, executivos, políticos e os donos dos meios de comunicação, etc. E não é bom que algo gere problemas e estresse pra eles, é? Afinal num país onde 9% da população é subnutrida (IBGE / 2002), 11% dos domicílios não têm acesso à água potável (IBGE / 2002), 25% das casas não possuem saneamento básico (IBGE / 2002) e 12% da população acima de 15 anos é analfabeta (IBGE / 2005), não podemos aceitar que nossos honestos políticos que sofram contratempos.

Não podemos esquecer que uma pessoa de classe alta ou média alta esperar cinco ou dez horas no aeroporto é muito mais grave que do que 3% dos doentes graves (pobres, é claro) morrerem na fila de espera em hospitais, sendo que as filas para cirurgias podem levar até 15 anos. Isso se verifica pelo fato de que ninguém faz muito esforço para instalar uma CPI do Apagão do SUS e também porque pessoas morrerem esperando por tratamento em hospital todo dia, não recebe a mesma dedicação da mídia.

Mas não adianta, jornalistas e políticos só vão tomar consciência no dia em que tiverem hérnia de disco e tiverem que se internar pelo SUS. Vamos rezar para isso.

Anúncios

One Comment on “A Crise (de consciência) Aérea na Mídia”

  1. Sérgio disse:

    Eu diria que menos de 2% da população realmente se incomoda com isso, mas como é capa de todos os jornais e revistas a maioria das pessoas acaba dando importância também.
    Conheço gente q viaja todos os meses e o máximo q aconteceu foi ter que viajar no dia seguinte (nesse fim-de-semana do motim).
    Talvez os parlamentares se preocupem tanto porque eles viajam toda semana com as passagens que a gente paga.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s